quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Cachorrinho bonitinho


Cachorrinho... Rexxx! Cachorrinho bonitinho, vem aqui vem!!
AU!AU!AU!
Isso... Assim mesmo, eu não mordo, vem.
( som de carinho em um cachorrinho bonitinho)
RRRR...RRRR...RRRRRRRRRRRR
Não!!! Para, socorro, ai, ou, devolve meu pé, RRRRRRR, Arrrg, alguém me ajuda, RRRRR, CROC CROC, minha mão não, mããããããe, socorro. RRRRRRRRR. AAAAAI! Minha barriga, meu intestino, ahhhh, um dos meus rins, pra quê? RRRRRR
(silêncio)... AU!AU!AU!
Novemente um cachorrinho bonitinho, com a língua ensaguentada, todo sorridente.
Mas eu mordo!
Quem disse que os bateristas não escrevem. Achei no meio dos papéis aqui de casa este texto do Guilherme Moraes, o Guizo, nosso baterista, feito em uma de nossas oficinas.

Um comentário:

Fernando Nutella disse...

Baterista não escreve coisa que preste. Isso sim.