terça-feira, 23 de outubro de 2007

Desenhando com o paint bruxo.



Eu, o Harvey Pekar e qualquer ser com o minímo de sanidade...

4 comentários:

Thaís disse...

Mentira, mentira, mentira.

Taí mais uma da série "mamãe eu to dodói". Eu lembro de gente dizendo aqui na Lord que lavar louças era terapêutico.

E, nego, se tá difícil pra ser Crumb, querer ser Harvey Pekar também é muita coisa.

Alan Livan Bandalheira disse...

Não quero ser Crumb, nem Harvey Pekar, ser Alan Livan já é ducaralho ( apesar de dar algum trabalho).
E quando foi que eu falei que lavar louça é terapêutico?
Me internem!

Thaís disse...

Realmente, ser Alan Livan deve dar um bocado de trabalho mesmo, a começar pela louça suja.

Reitero: Você disse que lavar louça era terapêutico sim. Eu lembro que você tinha problemas em SECAR a louça. Saber coordenar talheres e panos de pratos exigia muito da sua pessoa.

Fernando Nutella disse...

Gente, louça suja se lava em casa!

Eu realmente prefiro o Teatro Mágico!