terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Ardil 22


Qualquer filme com conteúdo anti-guerra merece atenção.

Mas Ardil 22 não é qualquer filme. Sim, ele é claramente antiguerra e levado na chave da paródia dos filmes que idolatram o belicismo, as estratégias militares e boom-crash-gente-pobre-tem-que-morrer-mesmo. A ação se passa na 2a. Guerra Mundial, um tema que róliude gosta de explorar bastante com heróis e mensagens edificantes como “Os EUA salvaram o mundo do mal”. Aqui, esqueça. Os militares são todos imbecis e responsáveis por cagadas inimagináveis. As cenas todas são delirantemente nonsense. Mas eu não duvidaria se algum veterano de guerra dissesse que tudo pode estar muito próximo da realidade...

A direção de Mike Nichols (Angels in America e A Primeira Noite de um Homem) é finíssima. O elenco não é menos fodástico: Alan Arkin; Anthony Perkins; Martin Sheen, Jon Voight e participação do fodástico-mor, Orson Welles.

Alugue, compre, roube. Mas não morra sem assistir, peloamordaporra. Ou ta achando que esse papo de guerra é coisa do século XX?

OBS: Eu não li, mas dizem que o livro homônimo de Joseph Heller é bom pra carai. Fica a dica.

4 comentários:

Almir disse...

É engraçado, o Mike Nichols devia ser muito próximo do Art Garfunkel. Além da trilha sonora do 'A primeira vez de um homem' junto com o Paul Simon, o cara faz um papel importante nesse filme.

Thaís disse...

Sim, é verdade, me esqueci desse detalhe. E a trilha de A Primeira noite de um homem é tão clássica quanto o filme. "Mrs. Robinson" acompanhava a personagem da Anne Bancroft que atormentava a vida de um então jovem Dustin Hoffman.

Alan Livan Bandalheira disse...

Thatocaaaa! Eu quero ver esse filme! Deve ser da Tonga da Mironga do Kabuletê. Ele está nas locadoras?
E não pare de colocar essas preciosas dicas aqui!

Lola Brígida disse...

Sim, tem nas locadoras. Dê uma fuçada ai na ZN. E podeixar que eu vou colocar mais pérolas cinematográficas. Prometo que a próxima dica não será um filme do Godard...